sábado, 1 de maio de 2010

Temos a certeza que estamos tão bem na vida, quando

A meio de um jantar – que deveria ser fantástico e alegre – acontece este diálogo, nos lavabos: 

Ex da Kat: Já percebi que continuas bem com o A. 

Kat: Verdade. 

Ex da Kat: E já estão a viver juntos... 

Kat: Estamos sim, senhor! 

Ex da Kat: Bom para ti. Eu e a D. acabámos no Verão seguinte. – aos acontecimentos. Um dia conto. 

Kat: Eu sei. 

Ex da Kat: Hum... Arrependi-me do que fiz! Se tivesse ficado contigo... 

Kat: Se eu tivesse ficado contigo, acabarias por te envolver com a D. à mesma, não é? 

Ex da Kat, perplexo com a sua frontalidade: Sim... 

Kat: Obrigadinha por me teres mostrado a tempo que não prestas, e por deixares que eu deixasse o A. entrar na minha vida. Lá no fundo, só te tenho a agradecer a minha felicidade.

E pronto, voltei para a mesa e deliciei-me com a minha picanha, que estava óptima! Acho que ele não achou o mesmo!

Não digo todos os dias, mas às vezes,
eu e o A. agradecemos-lhe por nos ter juntado,
mesmo que não o quisesse ter feito.

6 comentários:

Palavra Já Perdida disse...

LOL
Amei a resposta :D
Tiveste muito bem Katchupzinha, as usual !
E é óptimo estares bem com ele, tendo sido o passado a ajudar-te a estares com o A.

Muáh *

Rita disse...

Ahahahah! Muito bom!!! Tens razão, têm que lhe agradecer :p

Bloguótico disse...

O azar de uns é a sorte de outros! :D

Katchup disse...

Palavrinha,
nem te passa pela cabeça o quão aliviada fiquei! Estou muito bem como estou, e raramente penso nele e no que tivemos. Mas às vezes, mesmo que não queiramos pensamos no assunto. E ontem fiquei muito mais aliviada!

Rita,
este é um dos exemplares masculinos que não recomendo a ninguém!

Bloguótico,
graças à estupidez dele eu estou muito bem na vida! :)

Cátia disse...

Oh, felicidade. :)

Katchup disse...

Cátia,
é bom, não é?